terça-feira, 9 de setembro de 2008

INSUCESSO ESCOLAR


"Entrem Senhoras e Senhores!
Meninos e Meninas!
O espectáculo vai começar..."

E eu, estupefacto e incrédulo assisto a toda esta farsa que já ultrapassou, largamente, o burlesco.
Refiro-me, obviamente, ao anúncio hoje efectuado, pelo Primeiro Ministro e secundado pela Ministra da Educação...
Fizeram-me lembrar Dr. Jerkill e Mr Hide...
Parem senhores!
O que estão a fazer é irresponsável, é falso, é demagógico e, acima de tudo, é perigoso, extraordinariamente perigoso...
Refiro-me ao anúncio fantasioso da suposta descida do insucesso escolar em Portugal, no Ensino Básico e Secundário...
Os números e as estatísticas comprovam-no?...
Se não fosse para chorar seria, no mínimo, para rir...
Mas é tudo uma operação de cosmética de fraquíssima qualidade!
Desculpem mas, como sabem, eu também sou professor.
E, ainda por cima, Presidente da Mesa da Assembleia Geral e da Mesa do Congresso de um Sindicato de Professores, independente.
O que significa que tenho acesso a documentos mas, acima de tudo, a realidades que o vulgo dos mortais não tem.
Estes resultados foram obtidos, de forma falaciosa, porque os docentes, neste momento, estão praticamente proibidos de chumbar os meninos e meninas seus alunos.
Estes resultados foram obtidos, de forma falseada, porque neste momento em Portugal, é praticamente proibido chumbar...vidé a quantidade de provas de recuperação que os meninos e meninas fazem, quando têm negativa, tornando imperativo chegar à positiva...são levados, de forma irresponsável e perigosa, ao colo, até à passagem de ano.
E as Associações de Pais sabem-no, até porque esses meninos e meninas, são seus filhos!
E isto é verdadeiramente perigoso...
Porque o resultado não se vai verificar de imediato mas apenas a dez anos de distância, no mínimo, mais concisamente, à distância de uma geração.
É, ainda, perigoso, porque se corre o risco de os adultos de amanhã serem incultos diplomados, fazendo perigar o equilíbrio sócio-cultural do País.
Corremos o risco de nos tornarmos um país de analfabetos diplomados.
E isso eu acho criminoso!
Porque os responsáveis sabem o que estão a fazer...senão vejam-se os resultados dos estudos que a OCDE publica periodicamente e que afirmam, de forma peremptória, que o grau de conhecimento dos nossos alunos tem vindo a piorar de forma drástica!
Esta é uma campanha orquestrada para os flashes e para as câmaras dos media...
Mas é criminosa porque irresponsável e perigosa...
Quem viver, verá!

16 comentários:

** Jo@ninh@ ** disse...

Olá Professor!! Passei para deixar uma marquinha :)

Neste território tuga é tudo cada vez mais uma palhaçada!

"O insucesso escolar diminuiu!" Pudera!! O grau de exigência também!!
Lol's!!

Enfim....

beijoooo*

Manuel Damas disse...

Um beijijnho grande joaninha....volte sempre...gosto de falar consigo!

Maf_ram disse...

Acho que no fundo todos sabemos bem que é assim mesmo como expõe...
Mas esses senhores insistem em tapar o sol com a peneira... e vão conseguindo, não sei por que cargas de água, mas vão conseguindo levar a água ao seu moinho!
Será que andamos todos cegos???

Manuel Damas disse...

Isso é o que me preocupa, "maf"...parece haver um desinteresse total na população portuguesa, uma verdadeira demissão do acto de ser português...

Sandra T disse...

Esta é outra das questões que me causa revolta...é que é chamar-nos a todos estúpidos. Os meninos podem passar o ano a gozar literalmente com os professores, a insultar e maltratar,, no fim t~em é que passar, não vá o partido perder um votito com o chumbo.
Além de ignorantes está-se a fomentar a criação de um grupo de marginais (para não ser injusta e dizer geração, daqueles que depois vão assaltar postos de gasolina...
Por outro lado há outra coisa que também gostava que me explicassem (perdoem a ignorância), isto das novas oportunidades o que é? Outro método de diminuir o nùmero de iletrados deste país? Então as pessoas que concluem o 12.º ano desta forma, que, tanto quanto sei, é a dizer o que fizeram em pequenas, se já administraram condomínios ou se fazem ponto de cruz, concorrem de igual forma na entrada para a faculdade com os que se mataram a estudar química, física, matemática, etc?
Se isto for verdade (e eu até peço que alguém mais esclarecido que eu mo responda) onde é que isto vai parar? É que as consequências podem ser catrastóficas!
Mas pronto, são as estatísticas e a cara de pau de quem manda!

Ricardo disse...

Só quem não quer é que não vê.
Mas como quem domina os meios de comunicação é o próprio governo, lá temos nós que gramar os telejornais a dizerem-nos a toda a hora que os alunos portugueses chumbam menos porque a educação melhorou. É a esperança de que uma mentira contada muitas vezes se possa tornar verdade.
Um dia vão querer convencer-nos que o Elvis afinal está vivo e que o pai Natal é casado com a Mary Christmas. Aguardem!!!

E depois, temos a Manelinha calada como um rato. O Menezes (agora com z) a dizer que se quer candidatar outra vez.

Enfim... perto disto o Circo Cardinalli é uma simples animação de rua.

Manuel Damas disse...

É a defesa da ignorância, Sandrat...
Um beijinho

Manuel Damas disse...

Este País está a ficar uma ópera...bufa, Ricardo e o povo quer é farra...

lumiere disse...

uma vergonha voces sao uma vergonha é a unica coisa que me audaz dizer a estes senhores!
resultados positivos?
mas andam a brincar conosco
toda gente passa ate ao 12
mas que é isto
vivemos no pais aonde os estudos por vezes sao uma grande vergonha
quando alguns professores vao dar aulas e se alguem lhes faz uma pergunta procuram o primeiro buraco para se meterem acho que digo tudo
tive a sorte de estudar num colégio aonde os estudo se leva a serio
e sem boas notas eramos convidados a sair amavelmente a sair
o ensino deve ser levado a serio
nao brinquem connosco
se querem rever as coisas sim
agora nao façam de nos palhaços de circo pois nao cabemos todos na pista de assembleia da republica

Pearl disse...

Realmente é um atentado à inteligência...
Tenho pena que quem tem o poder não se sinta ameaçado com essas medidas ridiculas...
:o)))***

Manuel Damas disse...

Mas isto está mesmo um circo, lumiere e o pior de tudo é que o circo, qualquer dia, começa a arder...
Um abraço

Manuel Damas disse...

Minha querida pearl...entrámos, já, em rota de campanha eleitoral...prepare-se para o desvario total.
Beijinhos

Sunshine disse...

Posso assinar por baixo?
Adoro ensinar. Numa sala de aula sinto-me como peixe dentro de água. Gosto dos alunos, gosto de estabelecer empatia com eles, gosto dos seus olhos a brilhar de curiosidade (são cada vez menos os que brilham com vontade de aprender, mas ainda existem) , gosto quando os vejo a aprender.
Infelizmente sinto uma grande impotência em relação às medidas de facilitismo tomadas pelos governantes, que dificultam o trabalho dos professores e iludem pais e alunos com resultados que em nada correspondem à realidade.
Irrito-me com programas claramente desajustados que permanecem inalterados há pelo menos duas décadas (matemática do 3º ciclo) e com outros que mudam constantemente, mesmo antes de ser feita a avaliação da sua implementação (matemática do secundário)e... bem fico-me por aqui porque o rol é muiiiiito grande.
Beijinhos com raios de Sol
P.S. Já sentia a falta dos seus posts

Manuel Damas disse...

Minha querida CC...
Obrigado pelos seus comentários...
Também eu sentia falta de aqui escrever e de ouvir o vosso retorno e dos seus raios de sol...
:))))))))))))))
Um beijinho enorme

Pearl disse...

A verdade verdadinha é que independentemente dos meios, o fim é atingido: o insucesso escolar tem diminuido.
Trata-se de um silogismo básico.
Mas se é verdade que aos professores é incutida a proibição de reprovar um aluno, que o estatuto social do professor mudou (e muito), que os pais continuam a delegar na escola a tarefa de educar... também é verdade uma realidade penosa: "profissionais" do ensino acomodados, rotineiros, desajustados das novas exigências e necessidades, com défice extraordinário nas competências de interacção social, com manifesta incapacidade(/dificuldade) de adapatação... e isto é ainda mais visível agora com o regresso em massa dos cursos profissionais (como estratégia, também, para promover o sucesso escolar).
Como em todas as profissões, quando as lógicas de mercado se alteram, é preciso reformular os meios e as estratégias para que continue a ser possível o sucesso.
No que ao ensino diz respeito, os professores continuam a achar que quem tem de mudar são os alunos, recusando-se a constatar o obvio...

Manuel Damas disse...

Agora sim, discordo de si totalmente Pearl.
Não foi o insucesso escolar que diminuiu....mas apenas diminuiram os resultados estatísticos.
A realidade é bem outra!
Lamento mas não alinho em falsidades que o tempo demonstrará que são perigosas.
Prefiro resultados reais a uma falsidade estatística para consumo pré-eleitoral.
Não acho aceitável que aqui no Norte, por exemplo, seja permitido que uma escola deixe passar alunos com cinco negativas.
Não quero que Portugal se torne o novo Brasil da Europa, carregado de "doutores analfabetos".
Prefiro a realidade nua e crua, ainda que possa concordar com a irreverencia apaixonada e juvenil.