quarta-feira, 18 de junho de 2008

Ode a ti


Fecho os olhos para te ver...
Primeiro,
o Olhar,
profundo,
meigo,
Tranquilo.
Olhar que fala sem se ouvir,
causando ruído no silêncio da noite.
Fecho os olhos para te ver...
Depois,
o Sorriso,
aberto,
bonito,
solto,
sorridente de alegria.
Fecho os olhos para te ver...
Depois,
as Mãos,
quentes,
suaves,
fortes,
musicais,
detalhadas,
companhia para um toque,
uma melodia,
a dois.
Fecho os olhos para te ver...
Depois,
o Corpo,
a pele,
o teu cheiro,
o sabor a ti.
Fecho os olhos para te ver...
Depois,
todo.
Um todo querido
Um todo teu.
Um todo meu.
Abro os olhos para te ver...
Mas não te vejo!

17 comentários:

Sandra T disse...

A nossa cabecinha prega-nos destas partidas, mas enquanto dura, é bom!
Beijinhos

Manuel Damas disse...

Beijitos...

Mize disse...

Ok. Anda mesmo a ler Eugénio.
Amei.

Manuel Damas disse...

Gracias, Zeuzinha.
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Olá!! disse...

Ternurento e sentido
beijocas

Sunshine disse...

As partidas que os olhos nos pregam!!!
Há "todos" que acabam...fica só um, até um dia em que a vida nos sorri de novo e começamos a contruir um novo "todo". Encontros ... desencontros... encontros...e por aí fora.
beijinhos com raios de Sol

Manuel Damas disse...

Um beijo grande, Ola

Manuel Damas disse...

A vida é feita de encontros e desencontros, CC.
Um beijinho grande aí para terras tão longíquas

Sunshine disse...

Oh professor, os Açores só ficam a 2 pequeninas horas de avião.

macaw disse...

olhe, não é o único!
eu também bem que tento e tento e tento, mas não vejo nada de nadinha à minha frente! LOLOLOL

lindo! ;)

bjinhos ;)

Manuel Damas disse...

Também Portugal continental em relação aos Açores!
:P

Manuel Damas disse...

Um beijito grande, maczinha...
:)))))))))))))

BlueVelvet disse...

Mais para Drummond...
Lindo.
Beijinhos e cetins

Manuel Damas disse...

Faltaram os veludinhos, Blue...Tsh, tsh, tsh...
:))))))))))))))))))))))

Maf_ram disse...

Fez-me bem fechar os olhos e sentir...

Manuel Damas disse...

Faz sempre bem fechar os olhos, maf...o problema é, depois, reabri-los.

Juannah disse...

Já li e reli estra entrada algumas vezes, e a carga emotiva que transparece é tão vasta que me absorve! "Ode a ti" é de uma beleza especial, que termina na tal insuportável ausência...