sexta-feira, 29 de agosto de 2008

PARATY-1



É legítimo e justo que aqui comece a escrever algo sobre Paraty, a cidade brasileira pela qual me apaixonei, as suas gentes, a sua paisagem, a sua culturalidade, a sua forma de estar...

Paraty é uma cidade pequena, de cerca de 30.000 habitantes e que pertence ao Estado do Rio de Janeiro, daí distanciando 263 km.
Em 1554 é escrita a primeira referência sobre Paraty de que há memória, da autoria do alemão Hans Stader.

No século XVIII, Party tornou-se célebre por se tornar rota de escoamento do ouro e pedras precisosas provenientes de Minas Gerais.
Em 1844, Paraty adquire o grau de cidade.

A partir de 1975, pela importância histórica que a cidade adquire e, ainda, na tentativa de preservar o seu enorme e rico Centro Histórico, passa a ser proibido circular de carro..

Também por isso Party é considerado Património Histórico Brasileiro.

É por muitos considerada a Veneza Brasileira.

Por coincidência do destino, Paraty, cidade brasileira onde vive o meu irmão e que é, desde o ano passado, sede da Fundação "Casa MAJDAM", é cidade geminada com Ílhavo, acordo assinado em 2000, precisamente a cidade portuguesa onde a minha mãe nasceu.

Mas Paraty é, ainda, dona de magníficas praias e paisagens naturais que deliciam, inebriam, tranquilizam e fazem apaixonar...


6 comentários:

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

macaw disse...

gostei muito das imagens! adorava viver num sitio assim, verão o ano inteiro! hmmm
preciso de mudar de país outra vez :P


bjinhos ;)

Manuel Damas disse...

Seja bem vindo, ressaca...
Um abraço

Manuel Damas disse...

Paraty é uma tentação, "mac"...
Beijito

ines disse...

não me importava de mudar o meu destino de sexta-feira. Já não posso cancelar! Matavam-me aí pelo Porto!


Um beijo grande, professor!

Manuel Damas disse...

Um beijinho enorme,Inês e boas férias.