sábado, 11 de agosto de 2007

NY- OUTRO DIA CANSATIVO MAS BOM...


Nesta capital do Mundo, que nunca dorme, as novidades sao permanentes e a maneira de ser e estar dos americanos, cada vez mais surpreende!
Os monumentos sao monstruosamente grandes,à dimensão da cidade...
Os museus sao de extraordinária riqueza, em termos de espólio...Isto na opinião de quem, como eu, já visitou os quatro grandes da cidade:

- The Metropolitan Museum of Art(com um fabuloso espólio de peças da Grécia e Roma Antigas)
- The Museum of Modern Art(cheio de peças de arte antiga, moderna e contemporânea)
- The American Museum of Natural History(com um fabuloso planetário onde é possível assistir a uma idealização do que foi o fenómeno do "Big-Bang" que, teoricamente, terá estado na base da origem do nosso Mundo, tal qual o conhecemos hoje)
- The Guggenheim Museum(com uma arquitectura original e um acervo moderno)

Mas, em termos de museus, há mais, muito mais e será impensável equacionar a hipótese de os ver todos em dez dias. Até porque, apreciando muito museus, não sou, todavia, um obcecado.Tentarei, contudo, visitar, ainda, o Museu de Cera de Madame Tussaud e o Museu do Sexo(não ficaria bem a um sexólogo, mesmo que português, não o fazer).
Nos Museus a filosofia comum é ter cafés e restaurantes em todos os pisos, assim como lojas de recordações...tudo vendido, não propriamente ao preço da chuva!!!
Pena que Portugal nao siga este tipo de filosofia!
Há, depois, um sem número infindo de edifícios, famosos, também passíveis de ser visitados, obviamente que não de forma gratuita...Até porque o americano sabe criar as mais inventivas formas de ganhar dinheiro.
Neste caso, também já por mim visitados, situam-se o Empire State Building e o Top of the Rock no Rockefeller Center...Nestes a inovação é fotografia tirada por empregados, à entrada, que depois se paga à saída apenas por 25 dólares...qualquer coisa como 17.5 euros...por uma fotografia!
Há, ainda, na quinta avenida, a sede de todas as lojas de grandes marcas mundiais, como a Cartier, a Hugo Boss, a Giorgio Armani, a Gucci, a Prada, a Ralph Lauren, a Gant, a Yves Saint Laurent, a Dolce&Gabanna, a Abercrombrie&Fitch e tantas,tantas outras, com uma infindável imensidão de artigos, jamais ao preço da chuva!
Depois são os espectáculos da Broadway, disponíveis em horário nocturno e que, segundo dizem, são imperdíveis...Títulos disponíveis são exitos mundiais como o "Fantasma da Ópera", o "Mamma Mia", o "Lion King", o "Jersey Boys", o "Color Purple", o "Chicago", só para citar os mais conhecidos. Neste item, vou hoje fazer a minha primeira experiência...vou assistir ao show dos "Jersey Boys", com bilhetes a 200 dolares a unidade...qualquer coisa como 140 euros por pessoa! Mas, vir a New York e não assistir a um espectáculo na Broadway é como ir a Roma e não ver o Papa...
Convém, ainda, referir que os restaurantes, os pequenos bares e os snack-bares pululam nesta zona, quase porta sim, porta não, estando, a grande maioria, abertos 24 horas por dia porque, na América, a intenção é fazer dinheiro!
A prestação de serviços é feita com muita qualidade e enorme disponibilidade mas, tudo se paga...Num restaurante, sobre o preço da despesa incide uma taxa obrigatória de cerca de 10% a que acresce uma taxa de gorjeta, também obrigatória, de cerca de 15%. Como tal, uma refeição vulgar, para duas pessoas, que ronde o total de 40 dólares, acaba por ficar por cerca de 50-55 dólares. É uma outra forma de obrigar a entrar dinheiro no comércio.
Mas a taxa dos 15% de gorjeta também se aplica a todo o outro tipo de serviços, como os táxis.Os famosos "yellow cabs" que, como moscas, enchem as ruas da cidade.
Em termos de hábitos, as igrejas pululam em cada canto, assim como a venda de rua, as lojas de recordações,os carrinhos de cachorros quentes e de bebidas gaseificadas.
Uma ultima referência, porque este "post" já vai longo, para os autocarros de visitas guiadas pela cidade e os coches a pedal, normalmente conduzidos por estudantes universitários que, assim, arranjam uma outra forma de fazer "pocket money"! São tudo diversas formas de servir e agradar aos turistas, obviamente pagos!
Uma referência ao extraordinário sentido de segurança que se sente em toda a cidade que vai desde a presença contínua de polícias que, de forma simpática, se prestam, inclusive, a serem fotografados com os turistas, à proibição de ir a qualquer museu acompanhado por uma garrafa de plástico de água...impensável e completamente proibido.

E por aqui me fico, hoje, que este relatório já vai longo.
Até ao próximo!

6 comentários:

Patrícia disse...

que inveja professor :'(!!!

tb disse...

Uma excelente "reportagem" de um lugar que não sinto inveja nenhuma de quem o visita. :)
Continuação de boa estadia e "reportagens" deste nível.
Beijo

FM disse...

Essa sua veia jornalística está especialmente apurada, parabéns, mesmo. Abraço.

Manuel Damas disse...

Patricia, meu anjo, dê tempo ao tempo...Também desfilará na 5ªavenida!

Manuel Damas disse...

Obrigado pelo elogio, Tb.Sabe sempre bem!:)

Manuel Damas disse...

Bem...Um elogio vindo de siFm...traz água no bico!