terça-feira, 21 de outubro de 2008

FOME NO MUNDO...


A situação da fome a nível mundial parece-me muito preocupante.
Assusta-me que, neste momento, cerca de mil milhões de pessoas acordem e adormeçam com fome nesta que consideramos, talvez de forma injusta, a aldeia global.
Assusta-me que trinta e três países atravessem situações de fome classificada como alarmante, sofrendo a população de inanição.
O Índice Global da Fome de 2008, elaborado por três ONGD (International Food Policy Research Institute, Welthungerhilfe e Concern Worldwide) denuncia que o Congo, a Eritreia, o Burundi, a Nigéria, a Serra Leoa, a Libéria e a Eiópia atravessam, no momento, as situações mais aflitivas a nível mundial.

Assusta-me que 923 milhões de pessoas passem fome todos os dias, a maior parte cidadãos de países em desenvolvimento.
Assusta-me, por exemplo, que no Congo o índice de fome tenha aumentado, desde 1990, 67%...esta situação específica toca-me de modo particular porque o ano passado, na altura da morte súbita da minha mãe, ela estava nomeada para Consul da República Democrática do Congo...

Assusta-me que 40% das crianças com menos de cinco anos de idade, na Índia, Iémen e Timor Leste apresentem baixo peso, para a idade.
Com tudo isto, com este panorama aterrador, assusta-me, mais ainda, que o Programa Mundial da Alimentação, tenha visto o seu orçamento reduzido em 15% em 2007.

14 comentários:

Pearl disse...

Assusta-lhe a si e a quem tiver o minimo de sentimentos...
A solidariedade para com o próximo é um sentimento em vias de extinção...

:o)))***

Fa menor disse...

Então, vamos fazer alguma coisa!

Todos somos responsáveis.
E a responsabilidade de cada um é directamente proporcional às capacidades e/ou ao poder que tem.

Manuel Damas disse...

A solidariedade está nas nossas mãos, "pearl"...
Um beijinho grande

Manuel Damas disse...

Olá fá...
Plenamente de acordo.
Mas o problema não é apenas mundial...é português.
E isso preocupa-me ainda mais.

BlueVelvet disse...

Lamentável e revoltante.
Beijinhos
Ps: veludos e cetins só depois de ter o Porto canal no Meo:)

Sandra T disse...

Ónd é que está a justiça disto??...
O mundo está mal, doente, muito doente...
Uns com tudo, outros sem nada...
(Faço, periodicamente, donativos a instituições de ajuda que laboram nessas áreas, no entanto confesso que o faço com alguma desconfiança...desde que ouvi que a pessoa que está à frente de determinada instituição portuguesa se veste em França e gasta rios de dinheiro na roupa, ou que uma outra fazia almoços em que gastava milhares em flores...desconfio, é claro que sim...mas vou dando, enquanto puder faço-o)

Ruy disse...

Ola sr Manuel...
Estou de acordo com a pearl a solidariedade esta em via de extinção...
nos somos cada vez mais materialistas e deitamos tanta comida fora...
vivemos de aparências e não somos nada...
so se calhar dávamos valor a essas crianças e essas pessoas se nos passávamos quanto elas passam fome, ai sim o clic, enquanto isso ñ acontecer continuamos longe desses pequenos problemas....
Abraço fica bem***

Manuel Damas disse...

Minha querida "blue"...o poder da decisão não está nas minhas mãos.
Um beijinho grande.

Manuel Damas disse...

Minha querida sandra...a consciência está em cada um...de um lado ou de outro da barricada.
Um beijinho grande.

Manuel Damas disse...

Nem toda a gente está longe e distante, meu caro Ruy...
Um abraço grande.

liamaral disse...

Sinto-me envergonhada! Mais do que triste e revoltada, sinto-me envergonhada!

Manuel Damas disse...

Mas dá para envergonhar qualquer um , Lia, que seja consciente, humano e sensível.
Um beijinho grande.

cj disse...

Ola

Desde que eu comecei a pensar e a ouvir e entender o significado de fome, nada mudou ate hoje, pouco se fez ou nada. Estamos mais preocupados em oferecer computadores "low cost" para as crianças mais necessitadas. Claro que têm direito a ter um computador como as outras. Eu acredito mais em criar condições as famílias, para que elas possam ter o pão.


Abraço

Manuel Damas disse...

Cj...depois de ler o que escreveu, apenas posso assinar por baixo.
Um grande abraço