terça-feira, 8 de abril de 2008

RODRIGO LEÃO


Hoje tive o privilégio de saborear um doce momento.
Ouvir, uma vez mais, um concerto do Rodrigo Leão, desta vez na Casa da Música.
Foi a apresentação, no Porto, do seu novo espectáculo, intitulado "Os Portugueses", baseado na música que criou a convite de António Barreto para a série documental "Portugal, Um Retrato Social", que a RTP exibiu muito recentemente.
As imagens recolhidas para compôr a panorâmica da sociedade portuguesa contemporânea, inspiraram Rodrigo Leão a criar musicando...
E assim fez.
Mas, com modéstia, deu a linha da frente ao documentário e pretendeu fazer com que a música ocupasse uma posição de segunda linha, tentar ser, apenas, um suporte.
Triste e vã ilusão...
Tentar que a música de Rodrigo Leão seja um mero suporte é, no mínimo, impensável, porque os ritmos voam só por si, ganham asas, adquirem maioridade e saiem pelo ar, explodindo em ritmos sempre belos, sempre quentes, sempre diferentes, sempre cheios de cor, sempre cheios de luz, sempre cheios de sabores de ontem, de hoje e de amanhã, sempre cheios de Afectos...
Supostamente a música, forte, tentaria passar as subtis marcas da nossa identidade.
E a identidade está lá.
Mas está muito mais...está Rodrigo Leão em toda a sua grandeza de cor e som...
Para além do documentário visto e ouvido, saboreado, o espectáculo apresenta, ainda, alguns temas inéditos e muitos dos temas que enriquecem a carreira de Rodrigo Leão, especialmente na sua fase mais recente.
Uma palavra de atenção para o grupo de músicos excelentes que o suportam, mas uma ressalva, perfeitamente justa, para uma voz, um rosto, um sorriso e uma postura que inebriam...
Celina da Piedade.
Tenho pena que Rodrigo Leão não produza a maior velocidade para assim alimentar a minha sofreguidão.
Não dou por desbaratadas as lágrimas que deitei, abundamente, em diversos momentos do concerto...
Uma vez mais saí deliciado...

10 comentários:

FM disse...

O Professor é um choramingão... Parece que tem 13 anos... (risos)
Tente ouvir "Two minutes to midnight" dos Iron Maiden para ver se chora... (risos)

Manuel Damas disse...

Sou um Homem de Afectos, Francisco!

Olá!! disse...

Adoro Rodrigo Leão.... deve ser da idade hehehehe
Não,não é... já adoro há uns bons anos, é sensibilidade musical mesmo :))))

Sunshine disse...

E porque é que vivo nos Açores? Adoraria ouvir Rodrigo Leão ao vivo. Deu-me saudades e já o tenho aqui a tocar.

Manuel Damas disse...

Também eu adoro Rodrigo Leão, "Olá"!
E óbvio que é da idade...cá e lá!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

A minha solidariedade total, CC...
:)))))

Blue Velvet disse...

Adoro Rodrigo Leão.... deve ser da idade hehehehe
Não,não é... já adoro há uns bons anos, é sensibilidade musical mesmo :))))

Hehe, copiei o comentário da Olá.
Não tenho culpa que ela me tenha tirado as palavras da boca.
Espero que ela não venha atrás de mim com a faquinha Lol

Beijinhos e veludinhos

Manuel Damas disse...

Pois...
E a faquinha da"ola" dá umas "naifadas"...
:)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

FM disse...

E não tem outra desculpa, tipo a do " cisco no olho"?!?! É sempre a mesma, todos temos afexctos mas nem todos andamos sempre a choramingar... (risos)

Manuel Damas disse...

Porque muitos usam máscaras que eu não preciso, não quero, nem me apetece usar.Se estou emocionado, não preciso de o demonstrar, é um facto mas e principalmente, não preciso de o esconder.
Nunca tenho ciscos nos olhos...choro mesmo!