sábado, 10 de março de 2007

FORUM DA SEXUALIDADE 19



Já está!...
Foi para o ar mais uma emissão do programa "Fórum da Sexualidade", na Rádio Festival, em 94.8.
Desta vez o tema foi "O Orgasmo".
Ironia e sarcasmo do destino...falar de Sexualidades e Afectos quando, por dentro, nos encontramos a sangrar...Talvez tenha sido uma das provas mais difíceis por que passei.
Tudo parecia ter dualidade de significados...Tudo me parecia tentativa de argumentação e de defesa em causa própria.Tudo era tentador para fazer "regressos ao passado"!...
Mesmo com toda a dificuldade subjacente ao momento, penso que correu bem.
Mensagens houve que tiveram que ser ditas e passadas!
Pedagogia foi feita, uma vez mais.
Telefonemas, vários...Todos respondidos, tendo havido a oportunidade de aproveitar deixas para fazer pontes com outras questões.
Algumas dúvidas interessantes e oportunas.
A fechar, o ouvinte do costume, quase residente, com oportunidade, a tocar em aspectos importantes e a lançar o desafio de duplicar a duração do programa...à atenção de quem de direito.
Dever cumprido.
Agora, lamber as feridas, levantar e voltar a andar...quem sabe até à próxima queda...

7 comentários:

Patrícia disse...

:-(

Manuel Damas disse...

POIS...Não tá fácil, não! Nada fácil mesmo...

Patrícia disse...

às vezes acho esta vida injusta demais...de que vale ter tanto de uma coisa e tão pouco de outra?porque não um equilíbrio?

Manuel Damas disse...

Meu anjo...é o destino!

Cristina disse...

A vida, por vezes, bloqueia-me!
Quero avançar e não consigo, não sou capaz. Também não sou capaz de esconder o que me vai na alma, esconder o cansaço, esconder uma lágrima ou até um sorriso melancólico, mas um sorriso!
Obrigada, pelo seu carinho, a sua atenção.

Manuel Damas disse...

O carinho não se agradece.A preocupação não se agradece.A atenção não se agradece.Um beijo enorme, Cristina.

tb disse...

A vida é um caminhar constante de pedras umas maiores que outras que vamos ter que pular, até ao dia em que não haja mais...
A minha solidariedade num momento menos bom e uma mão para ajudar a levantar essa pedra difícil.
Beijos