terça-feira, 6 de março de 2007

ROUBEI-O A PABLO NERUDA...

"AGORA QUERO QUE DIGAM O QUE EU QUERO DIZER-TE
PARA QUE TU ME OUÇAS COMO QUERO QUE ME OUÇAS"...


amo-te !

6 comentários:

Cristina disse...

Ops! Fica-lhe mesmo bem a "cor do amor, da paixão".

Obrigada por partilhar, no seu blog, essa tal liberdade!!!

Sabe, professor, fico sempre muito feliz por perceber, por saber que os amigos estão apaixonados, que são amados. Faz toda a diferença,não é?
São muitos aqueles que passaram nesta vida sem saber o que é o AMOR.

Parabéns!

Manuel Damas disse...

Minha querida Cristina...eu disse que amava...não disse que era amado! :)
Também não disse que era mal amado... :)

tb disse...

e como ele sabia dizer tão bem...

Manuel Damas disse...

Um escritor de eleição, sem dúvidas!

Patrícia disse...

também queria dizer e ser ouvida...bonitas palavras professor

Manuel Damas disse...

As palavras podem ou não ser bonitas...de qualquer modo, prefiro as atitudes!