segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

NOITE DE CARNAVAL


Hoje é, parafraseando La Féria, "A Grande Noite"!
A noite da gargalhada!
A noite da irreverência!
A noite da folia!
A noite em que se tentam esquecer os problemas, as dificuldades, os desgostos, as tristezas...
Hoje constroem-se ligações e destroem-se outras.
Hoje trocam-se olhares, gestos, toques...vendem-se ilusões.
Hoje é a noite para incorporar uma personagem e, por horas, dar azo à imaginação, ao sub consciente e, por vezes, ao inconsciente.
Hoje é a noite da liberdade!
Hoje é a noite para voar nas asas do sonho, mesmo que compradas numa qualquer "loja dos trezentos..."!
Hoje é hoje porque...
Porque, amanhã será o "Day After", o tempo de acordar e voltar à enfadonha e por vezes amargurada realidade.
Talvez também por isso sempre fui um acérrimo adepto da Noite de Carnaval.
Sempre me fantasiei, de forma meticulosa, não esquecendo qualquer detalhe.
Sempre deixei solta a imaginação e dei espaço ao imaginário infantil, à magia, ao conto de fadas...
Hoje serei criança, um ano mais, fascinado, por detrás da minha máscara, com a cor, o movimento, a musicalidade, os devaneios, os falsos sorrisos e os apelos à felicidade, ainda que de plástico e com muita cosmética.
Hoje serei sultão, príncipe, imperador...do sonho!
Hoje voltarei a sonhar, ainda que por horas...
Amanhã...o amanhã vem ainda distante e esse será o momento para tirar a máscara glamorosa e contemplar a realidade.
Mas hoje...
Hoje é o momento.
Hoje é o sonho.
Hoje é o direito à irrealidade.
Viva a festa!
Por um dia...Viva a Máscara!

2 comentários:

Mize disse...

BOM CARNAVAL PROFESSOR (E AMIGO)

Manuel Damas disse...

Obrigado, Zeuzinha, minha querida mas muito querida Amiga!