sexta-feira, 12 de outubro de 2007

AL GORE


Foi há pouco anunciado que o Prémio Nobel da Paz 2007 foi atribuído a Al Gore.
Tenho de confessar que, para mim, foi uma total surpresa até porque, sinceramente, não percebo esta atribuição...nem mesmo à luz de uma atribuição política e politizada.

9 comentários:

FM disse...

É justo, apeas dos 9 erros detectados no seu documentário, e ontem divulgados.

Manuel Damas disse...

Eu não acho justo...mas tudo bem! Quem sou eu???
Aliás, levanto-me e deeclamo com voz nasalada...Quem sou eu????(pronto, está bem, baixou sobre mim o ar de Shakespeare...)

Mize disse...

AL GORE? Então é AL GORE o prémio NOBEL da Paz? Tá tudo doido? Então e as dezenas e dezenas de pessoas, profissionais de várias áreas que são voluntários, sim, completamente gratuitos, e que arriscando a vida vão ajudar os outros para os teatros de guerra, fome, discriminação, enfim...então basta que se faça um documentário em que se demonstre o que todos sabemos, ainda que com erros grosseiros, que o aquecimento global e as consequêntes alterações climáticas podem levar ao colapso do planeta, e recebe-se o prémio da PAZ? Que fez ele pela paz?

Mais uma vez se demonstra que a academia suéca está comprada pelos interesses políticos dos que ainda t~em chance de poder ocu+par um dos cargos políticos mais desejados do mundo. Presidente dos EUA.

Manuel Damas disse...

Já se fala no avanço dele para a candidatura à Presidência, precisamente aproveitando o élan do Prémio Nobel!

Mize disse...

cLARO

FM disse...

Pensando melhor, onde estava eu com a cabeça...?!? Imaginei um qualquer Nobel do Ambiente, com isso sim.
Netse caso, sou sincero... dava o Nobel ao Bono Vox... Faz muito mais pela paz na luta contra a fome e contra as mortes em vão...

Manuel Damas disse...

Vou ter que concordar consigo, Francisco!
O Bono, dos U2, há muito que merecia o Prémio Nobel da Paz, por toda a caminhada que tem efectuado em prol dos marginalizados da sociedade!

Frequência Jovem disse...

A questão é muito complicada. Para mim, o ambiente também faz parte da PAZ e o problema não está aí. O que revolta é a conduta imprópria de Al Gore, que condena tudo e todos pelo que está a acontecer, e, no entanto, ele nem sequer se digna a dar o exemplo. Para além de que não lhe vemos o espiríto de sacrífio, mas sim um aproveitar da questão para benefício próprio. Por outro lado, será que não foi importante atribuir este prémio, para dar mais enfase à questão ou mesmo para levar Al Gore à presidencia dos EUA e acabar com os insultos ao ambiente vindos de lá?! Hummm acho que só o tempo o dirá...

http://frequenciajovem.blogspot.com

Manuel Damas disse...

Oh freq...Deixe-se de poesias!
Mas você acha que se o Al Gore ganhar a presidência dos EUA alguma coisa vai mudar em termos de poluição americana???
Quando muito será efectuada alguma cosmética...tão só e apenas!