domingo, 16 de março de 2008

FREE TIBET - No Olympics in China until Tibet is FREE

Porque sou solidário e não esqueço o Tibete...

18 comentários:

gaivota disse...

exactamente!!!
complete agreement, how can it be possible? doing such things and olympics nedar by...
1 beijo

Manuel Damas disse...

Nem sempre é possível perceber os desígnios humanos, "gaivota"!!!!

Jeanette Zork disse...

Bom Dia:)))))
No Tibete, a China já venceu e há muito tempo as Olímpiadas da Violência, do Crime e do despostismo...é um assassinato á cultura rica do tibete,à sua economia e autonomismo.
Foi-se Mao Tse Tung...mas ficaram os seus ideais. O abismo é imenso, por falta de diálogo e muitas máscaras políticas e económicas.
Devemos ser solidários...
Obrigada pela reflexão.
Boa Semana...
P.s. tenho um desafio no meu blog...adorava saber a sua opinião, se possível..claro!
Jokitas****

bisturi disse...

Bom dia.
Coloquei um post no meu blog sobre o assunto.
Acho que o Dalai Lama já deu a resposta de bom senso e serenidade a toda esta questão...deixemos os atletas mostrarem o que valem, e que os políticos sejam mais interventivos e menos hipócritas!
Veja-se o boicote que os USA fizeram aos jogos olímpicos de Moscovo...não foi isso que levou ao desmoronamento da URSS nem à queda do muro de Berlim... ainda hoje muitos atletas se penitenciam por não terem participado nesses jogos...relembrem-se jogos que foram palco de manifestações que ficaram na história...Black power que tanto irritou o miserável do hitler!!!
estes apelos de boicote são de respeitar quando vêm de vozes genuinas, não de políticos hipócritas e visão selectiva e problemas do nervo óptico e globo ocular incorrigíveis neles...daltonismo, estrabismo,miopia, degenerescência da mácula...etc

Waldorf disse...

Bisturi, por aqui?!

bisturi disse...

Desculpe mas tenho de responder ao marreta...
mas oh inimigo de estimação...há lugares proibidos? Este é um deles? Também mandas aqui? Já vi que hoje não tomaste as gotinhas...carpem diem!!!

Waldorf disse...

Bisturi, não falo contigo, arrepias-me!!!!

bisturi disse...

oh amigo-inimigo estás sempre no fio da navalha...eheheh

Blue Velvet disse...

Ora pois, mainada.
Fiz um post sobre isto a semana passada.
Onde é que assina, hein???
Beijinhos, veludinhos, detins e passadeira vermelha.
Qualquer dia tenho que lhe dar a limousine:)))))

Manuel Damas disse...

Jeanette...Um beijinho grande.
Passo por lá mais logo.
Até lá...

Manuel Damas disse...

Hummm...
Tenho as minhas dúvidas, mas vou aguardar para ver, bisturi

Manuel Damas disse...

Fizeste rima, docas...

Manuel Damas disse...

Bem...vocês adoram-se, bisturi...

Manuel Damas disse...

Doquinhas...sê lá fofo uma vez na vida...

Manuel Damas disse...

Fio da navalha? do Somerset?
:)))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

Qualquer dia????
Só????
Beijinhos

Ricardo disse...

Ora ai está um bom desafio...

Acho que é óbvio que todos condenam a opressão de um povo por outro. Eu próprio também o faço.

Mas tento colocar-me do lado do desportista. Aquele que treina diariamente, várias horas a fio, com o objectivo de poder chegar aos jogos olímpicos.

No meu ponto de vista, como amante do desporto, como desportista federado que fui em algumas modalidades, o chegar aos J.O. é o consagrar de todo um esforço realizado.

Será que deve um estado proibir os seus atletas de participar no Jogos? Não deverá essa decisão caber a cada um dos atletas?
Deverá a política imiscuir-se no desporto?

Eu penso que não. Não gostava de ver uns J.O. de Moscovo e Los Angeles a repetirem-se de novo.

Que os atletas participem no Jogos, que se manifestem na altura da entrega das medalhas como aconteceu em Berlin... mas não os proibam de participar.

Manuel Damas disse...

Oh Ricardo...eu tenho que concordar consigo em algumas partes do seu "post"...
Reconheço a enorme frustração de um atleta que sofre, dia após dia, ano após ano, para se preparar para os JO e depois alguém, que não ele, por si decide...
Recordo até o espírito do Barão Pierre de Coubertain...
Mas não posso esquecer as perseguições políticas, os conflitos, a falta de democracia, a violação dos direitos humanos...
No Tibete os atletas saberão o que são os JO???
Ou nem sequer isso lhes é permitido sonhar?
Imagine você que já não são políticas internacionais que decidem a sua participação mas o Governo do seu País tão só e apenas se gosta ou não da sua cor politico-partidária?
Seria isso justo?
São diversas vertentes de um mesmo tema...
De qualquer modo agradeço a sua colaboração e acho que ainda irei voltar a este tema, brevemente, mas no geral.
Um abraço, Ricardo e volte sempre!