terça-feira, 25 de março de 2008

VALTER LEMOS, DE NOVO...


O Secretário de Estado da Educação, Valter Lemos, justificou hoje os casos de violência registados nas escolas como resultantes de factores externos aos estabelecimentos de ensino, ao mesmo tempo que garantiu existirem já mecanismos nas instituições para o combate a estes problemas.
Em declarações à TSF, Valter Lemos garantiu que os problemas sentidos nas escolas são «importados de fora» e que o Ministério está a agir em conformidade.
Valter Lemos afirmou, ainda, desconhecer outros casos de violência nas escolas...
E eu, ouvindo e lendo isto, fico atónito!
Antes de mais...uma pequeníssima correcção...pois se são importados, serão de fora, obviamente, Senhor Secretário de Estado!
Mas, deixemos de parte este, quiça, ridículo preciosismo da minha parte...
Valter Lemos não sabe que a justificação dos casos de violência é precisamente interna ao sistema e à Escola?
Valter Lemos não sabe que à medida que o professor, "latu sensu", é apresentado à comunidade como pouco trabalhador e permissivo, a mesma imagem alastra a toda a comunidade, fragilizada e os alunos, dentro do sistema, reproduzem o que ouvem fora, nomeadamente nos seus lares?
Valter Lemos não sabe que sendo introduzido no sistema o cariz facilitista gera dificuldade ao exercício de atitudes de rigor e de disciplina?
Valter Lemos não sabe que todos os comportamentos de violência na relação docente/discente, são internos ao sistema, mais facilitados quando o próprio sistema inibe atitudes e medidas de castigo e de represália?
Valter Lemos não sabe que à medida que às escolas é imposto o sistema de trabalhar para as estatísticas, impedindo ou, pelo menos, dificultando e muito que os alunos reprovem, instituindo diversos momentos de avaliação recuperadora, o mesmo vai chegar aos alunos e, como tal, fazê-los sentirem-se detentores de poder e ufanos por nada nem ninguém os poder impedir de exercer comportamentos marginais?
E para rematar tão hilariante entrevista diz Valter Lemos desconhecer outros casos de violência nas escolas...
Fabuloso!
Temos uma criatura investigadora nas mais altas instâncias do país!
Valter Lemos ao Nobel, já!
Valter Lemos a todos os prémios da Ciência e da Investigação rapidamente e da forma mais célere possível, mesmo que de Mértola!
Pela mão de Valter Lemos descobrimos que não há "bullying" nas escolas portuguesas...
Eu sei que é uma palavra estrangeira, quiça em línguagem difícil...mas Valter Lemos vai conseguir, mesmo que seja necessário algum tempo extra e denonado esforço, perceber o que é o "bullying"...
Portugal não tem violência nas escolas!!!!
Então e as reportagens filmadas que surgiram nas televisões muito antes deste caso?
É que a própria Ministra reconheceu-o...o ajudante da Ministra não?
E os mais diversos relatos de professores e de escolas?
Hum!!!!
Já sei!!!
Conspiração!
De tudo e de todos, contra este Governo, de mentalmente saudáveis criaturas e almas desesperadas pelo esforço...em prol de Portugal!
Qual Sócrates?
Qual Cavaco?
Valter Lemos ao poder, já!
Quiça...candidato ao processo de beatificação!
Porque, se de uma Monarquia se tratasse, o título já estaria assegurado e, seria justo, sem dúvidas...
Duque de Jumental, de cognome o Mangerico...

19 comentários:

bisturi disse...

Espanto porquê?
O indivíduo não tem a mínima noção do ridículo que ele próprio é. Pior é quem o mantém no lugar em que ele está, mas se calhar é mesmo para fazer o trabalhinho sujo que outros mais recatados se escusam a fazer.
E quando ele no mesmo Forum da Tsf de hoje afirma peremtoriamente que a violência nas escolas é infima e "mais insignificante se tivermos em conta a definição policial de violência" ( Valter Lemos dixit ).
O homem na sua insolência serôdia, consegue ironizar e colocar em causa as declarações do procurador geral da república !!!!
Não há pachorra...

mik@ disse...

parece que há muita coisa que o dito senhor não sabe e devia saber...

este governo anda mais preocupado com quem faz piercing e onde os faz do que com a educação em geral.

grumpfff... umas boas arranhadelas e era pouco.

bjos :)

Jeanette Zork disse...

...ainda hoje ouvi o comentário do Professor do Ano, dizer que a violência nas escolas não existe e trata-se apenas de um problema pontual...isto só dá vontade de partir para a estalada...talvez assim, estes pseudo-cientistas saibam traduzir para o português o que é Bullyng.Mas será negando uma realidade, que vai ser solucionado o problema? Eu própria devo ter levado tanta estalada que a partir do ensino secundário, já sabia a tradução da palavra e suas variações...mas como não há violência nas escolas...talvez não sejam necessários os serviços da PSP " Escola Segura"!" Que desperdício de recursos...para casos meramente pontuais. Só á Estalada....e desculpem a sinceridade, mas isto é revoltante.

Mize disse...

Nem se dá ao trablho de ler jornais. Hoje chegam novas velhas de Viseu onde as agressões contam anos...

É uma vergonha, mas infelizmente, nada acontece a estas criaturas pateticas que vão poluindo os destinos deste país.

Waldorf disse...

Nelito, que ideia foi a tua de meteres um espelho neste post?!

Waldorf disse...

Bisturi, nem esta involuntária convivência em diagonal me faz gostar um niquinho de TI!!!!

Eli disse...

... quiçá o queridíssimo "burro do Shreck" tivesse mais sensibilidade e percepção do que se passa à sua volta...

"bulliyng" existe e existiu desde há muito. Eu afirmo-o... agora nesse tipo de violência ou represália não se atinge sem apoio. Os direitos e os deveres dos alunos e professores entram em choque...

:S

(...)

Pé Vestido disse...

Boa tarde!
Acho que esta cegada toda da miuda, da prof e do tlm uma cena completamente triste...eu sai da escola faz tempo mas nessa altura ninguém dizia nada quando a minha prof de História atendia a porcaria do TLm em plena aula, ou ninguém dizia nada quando a mesma prof de história entrava na aula a comer a sopa, ou quando a minha prof de FQ falava da sua vida sexual com o namorado...ninguém dizia absolutamente nada. Hoje ouvi a tal Prof na TV e sinceramente não fiquei nada com boa impressão da mulher...a educação tem q mudar p os alunos e p os profs...n me venham dizer q os alunos são isto e aquilo pq há profs q n lembram a ninguém.lol

Manuel Damas disse...

Mu caro "bisturi"...subscrevo e aclamo tudo o que escreve...

Manuel Damas disse...

"micas"...penso que já só lá vai mandando-os a todos para as calendas...

Manuel Damas disse...

Aqui neste blog, não é necessário pedir desculpa para o que se escreve com sinceridade, Jeanette!

Manuel Damas disse...

Também li, Maria José...Estamos num país em que a cretinice e a imbecilidade acabam por ser mérito e não demérito!

Manuel Damas disse...

E quando olhaste, docas, achaste que estavas bem ou mal?...

Manuel Damas disse...

O problema também passa por aí, obviamente, "eli", minha querida...

Manuel Damas disse...

Há alunos e alunos.
Há professores e professores, minha querida "pe vestido"...

Waldorf disse...

Damas, obviamente achei que estava lindo, outra coisa não seria de esperar!!!!

Manuel Damas disse...

Tens que equacionar, rapidamente, o uso de óculos progressivos...

Waldorf disse...

PÁRA TUDO!!!!
Essa do cognome não estava lá, foi acrescentado sorrateiramente em post scriptum!!!!!

(Para que saibas que estou atento, e que vista é coisa que ainda não me falta, apesar das cataratas.)

Manuel Damas disse...

Este "blog" não é estático, mas dinâmico, meu caro Waldorf!!!
è para que saibas...
O que aqui está hoje, logo ou amanhã pode já nem estar...depois de amanhã nunca ter estado...é a incomensurável voracidade da hodiernidade!!!
(yessssssssss!!!! Lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!)