sexta-feira, 21 de março de 2008

IGREJA CATÓLICA...


O "Bisturi" do Penso visual insurgiu-se amigavelmente contra aquilo que designou o meu "espírito anti-clerical".
Tendo em conta o reparo e equacionando a hipótese de que mais gente que me leia sinta idêntica sensação decidi escrever este "post" aproveitando, inclusive, o facto de estarmos em plena época pascal.
Não considero justo apodar-me "anti-clerical".
Até porque se houve pessoa que fez, desde sempre, um percurso muito íntimo com a Igreja Católica fui eu.
Começa pelo meu próprio nome...o facto de ter sido baptizado Manuel de Fátima, diz tudo.
Por outro lado a minha família sempre participou activamente no acompanhamento da Igreja que frequentávamos.
Quer os meus avós, quer os meus pais, sempre fizeram questão de contribuir financeiramente de forma muita "significativa" para o mesmo funcionamento. Não só em termos de peditórios como de contribuições monetárias, inclusive nas épocas consideradas especiais como as natalícia e pascal.
Recordo com alguma admiração e ternura o tempo em que, habitualmente na Páscoa, o meu Pai entrava na Igreja e dizia ao Padre para remodelar todo o altar a suas expensas...e isso incluía novas toalhas de linho para todos os altares, enormes decorações florais, paramentos para os acólitos e até uma opa nova para o Padre.
Até a congrua era um cheque consistente...
Já mais tarde, eu mesmo participei nas actividades da Igreja, quer lecionando catequese, quer mesmo "Formação de Jovens"...
Fiz, inclusive, um curso de formação em teologia, no bispado...
Recebi todos os sacramentos, inclusive o Crisma.
Conforme ia crescendo, aprendendo e evoluindo, ia-me afastando da "praxis" católica, pelas incongruências que ia observando e por não poder concordar, de modo algum, com dois pesos e duas medidas, consoante se era "de dentro" ou dos "outros"!
Não...nunca fui vítima de um qualquer tipo de assédio.
Agora, já adulto, considero-me um homem de fé, se é que isso existe ou seja lá o que isso for.
Acredito em que exista algo, na realidade, mas que não passa, absolutamente, por um qualquer papado de pacotilha ou para os "media"...
Mas considero-me, também, um adulto lúcido e, como tal, incapaz de comungar com a hipocrisia reinante na igreja Católica.
Defendo uma Igreja de inclusão, capaz de receber, apoiar e acarinhar quem sofre e precisa de apoio...Refiro-me a todas as minorias e nessas incluo, inclusive, os homossexuais e os divorciados que, a partir do momento em que o são, deixam de poder frequentar a Igreja Católica e usufruir dos seus sacramentos, comunhão inclusive e, até, ser padrinhos de baptismo.
Eu sei...
Fui vítima disso ao não conseguir, na Igreja que o meu Pai ajudou a construir, que o meu irmão, apenas por ser divorciado, fosse Padrinho de baptismo da minha filha mais nova.
Defendo uma Igreja de inclusão, atenta e disponível para ouvir os pobres, os velhos e os doentes, tenham eles SIDA, tuberculose ou até uma fantástica herança para deixar à instituição.
Defendo uma Igreja que deixe de dizer aos jovens que a masturbação é um pecado contra a natureza e os castigue com um terço de penitência!
Defendo uma Igreja que aceite o matrimónio nos Padres, aqueles que o queiram, obviamente, até
como forma de combater o assédio sexual a crianças e jovens.
Defendo uma Igreja que coloque a mulher numa posição digna nas celebrações e no altar, se mais não for pelo acto de, através dela, se concretizar a procriação.
Defendo uma Igreja que aceite as música nas celebrações como forma de deixar entrar a alegria e tentar seguir um caminho de e para a felicidade!
Defendo uma Igreja em que os seus prelados não sejam ávidos pelas riquezas e vestes...relembro o facto de o Papa Bento XVI a partir do momento em que foi nomeado, uma das suas primeira atitudes oficiais ter sido escolher como sapateiro do Papa a casa Prada!
Defendo uma Igreja que seja, efectivamente, contra a fome no Mundo!
Defendo uma Igreja que proteja as mulheres da excisão!
Defendo uma Igreja que seja contra a Guerra!
Defendo, acima de tudo, meu caro Bisturi, uma Igreja de Paz e de Amor...uma Igreja de Afectos.
Precisamente por isso é que, neste momento, não posso, mesmo, deixar de ser anti-Igreja de hoje!

47 comentários:

Statler disse...

Politiquices!!!!!

Buhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Jeanette Zork disse...

subscrevo totalmente...é fundamental tirar os pensos visuais e sermos capazes de interrogar aquilo em que acreditamos...deixando para trás toda a hipocrisia.

Manuel Damas disse...

Stasinho...
fofo...
Pensei que já estavas num qualquer altar pascal, convertido em incenso!!!!!

Manuel Damas disse...

Um beijinho grande, Jeanette e Boa Páscoa!

Blue Velvet disse...

Também defendo isso tudo e não confundo Igreja com Fé.
Aliás, qualquer bom católico o faz.
Digo eu.
Beijinhos, veludinhos e cetins
Té logo!

Manuel Damas disse...

Obrigado pelos cetins...

Casemiro dos Plásticos disse...

Concordo, também tive em tempos uma parte da minha vida ligada à igreja: tive catequese e até, imagine-se, fui catequista durante um ano, mais não pude porque força de circunstâncias da vida que tornaram impossivel de continuar essa actividade.
Qunnato ao resto, mais uma vez digo que concordo porque de facto a igreja tem de acompanhar estes novos tempos e modernizar-se, fechar-se sobre si e não se espandir a novas situções, acontecimentos e desenvolvimentos vai por certo perder a fé que as pessoas depositam e tornar algo de elite. Acho que isso não quer o nosso grande amigo, o todo poderoso que nos protege lá de cima.
um abraço e boa páscoa.

Sunshine disse...

Estou de acordo consigo e acrescento: não acredito numa igreja que considere Jesus Deus não acredito na sua imaculada concepção, nem na sua ressurreição.
Fui educada como católica recebi todos os sacramentos até ao do casamento, frequentei a catequese, fui catequista e fiz parte da formação de um grupo de jovens.Depois deixei de aceditar... o meu 2º filho não é baptizado, o mais velho não vai há catequese, nem frequenta aulas de religião e moral católicas.
nem tomou a primeira comunhão.Não consigo ser hipócrita. Não existem católicos não praticantes.
Não deixo de reconhecer alguns traços positivos que a minha educação teve na formação da minha personalidade. Mas isso deve-se mais aos valores humanistas qur a igreja defende ( e tantas vezes não põe em prática). São estes valores que procuro por em prática e a minha máxima é "Trata os outros como gostavas que te tratassem a ti".
Sou uma não crente? Não eu simplesmente acredito no AMOR.

FM disse...

Subescrevo.

Manuel Damas disse...

Um grande abraço, Casemiro e subscrevo!:))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

Fiquei de lágrimas nos olhos, CC.
Um beijo grande e...estou consigo!

Manuel Damas disse...

Um grande abraço, Francisco e Boa Páscoa...para os três!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

FM disse...

Que a Páscoa seja, no mínimo, um pretexto para Seres e fazeres Alguém Feliz.
Deixo-te Essências de Luz.

Manuel Damas disse...

Lindo...

Sunshine disse...

Lágrimas nos olhos? Porquê, professor?

macaw disse...

Pois, eu também concordo com tudo isso!
Também sou anti-igreja por tudo o que de negativo ela representa! Para mim a religião e igreja nada mais são que uma forma de controlar a sociedade.
E parece que a tendência é para piorar. O papa agora decidiu que tomar contraceptivos, o aborto (e outras situações que agora não me recordo) são considerados pecados mortais. Enfim! Eu sou uma pecadora e acho que só por isto vou para o inferno! :P (nunca fiz um aborto e sinceramente espero nunca o ter de fazer, mas tomo a pílula)

Também sou uma mulher de fé, se bem que às vezes fraca, outras vezes mais forte, mas nunca deixo de acreditar!

Bom programa e bom fim de semana! ;)))
bjiiinhos ;)

Olá!! disse...

A minha fé nos deuses anda fraca,na igreja deixou de existir... acredito nos homens de boa-fé e foi por isso que vim aqui, porque acredito que é um deles.
Beijinho bom Professor

Olá!! disse...

Esqueci-me de mencionar que, apesar de tudo, não vou falhar ao almoço tradicional de família no próximo domingo, até porque é tudo gente de bem com o próximo.
:))) Boa Páscoa

Coragem disse...

Eu creio em Deus...
Tudo o resto é adorno, portanto subscrevo integralmente.
Beijinho

Patrícia disse...

Professor, linha por linha sou obrigada a concordar consigo. Felizmente hoje em dia já vai havendo muita gente que consegue pensar por si mesma e não anda constantemente a penitenciar-se por "pecados" que não existem.
Feliz Páscoa

@nn@ disse...

religião não quero nem falar !
mas ....
ai vão os ovitos que roubei à blue !

Manuel Damas disse...

Pela sua frase, CC..."EU simplesmente acredito no AMOR!"
:)))

Manuel Damas disse...

Um beijinho grande e muitas amêndoas, "maczinha"...

Manuel Damas disse...

Essa de "homem de boa-fé" foi bonita, "olazinha"!Mas, se quer que lhe diga, na realidade, até acho que sou um "homem de boa-fé"!
Um milhão de "beijinhos bons" para si, "olazinha"...

Manuel Damas disse...

E acho muito bem, "olá"!

Manuel Damas disse...

Um beijinho grande, "coragem"...

Manuel Damas disse...

Um beijinho grande, Patrícia e votos de Boa Páscoa para si também...

Manuel Damas disse...

Obrigado pelos ovos de chocolate que retribuo em igual quantidade e qualidade, @nn@...
Beijitos...

Cristina disse...

Assino por baixo. A Igreja de hoje é talvez o Centro da moda, do comércio, do faz que é bom para o negócio, ...
Esta não é Igreja! Acredito em Deus mas não nos homens que transformaram. a Igreja que é de todos, IGUAL!!!

Beijinhos professor e uma Super Páscoa!!!

Já lhe disse que o que mais admiro em si é a FRONTALIDADE????

FM disse...

O que mais admiro no Professor é a camisola verde que levou ao aniversário... (risos)
Ainda me há-de dizer quem lha deu... (risos)
(estou a brincar logicamente, o Professor foi das pessoas mais interessantes que conheci nos últimos anos)

Miudaaa disse...

Também queria uma Páscoa de Afectos para todos nós. A sério que queria. E porque o QUERO. desejo-lhe uma Santa Páscoa, feita por nós com o nosso melhor.

Um Beijo da miudaaa

Sunshine disse...

Venho lhe dizer que lhe desejo uma Páscoa Feliz.
Em relação à sua última resposta pensava que eu não deveria acreditar no AMOR? Porquê? Por causa de algumas coisas não me terem corrido bem. Sou muito nova para me tornar amarga e não há nada mais doce que o AMOR.
Já agora refilou que eu não mudava o post, esta semana todos os dias tenho um novo (prometi que iria dar trabalho) e nem uma visitinha sua:(.
Beijinhos solarengos

Xanda disse...

Totalmente de acordo, este texto traduz de certa forma aquilo que tb sinto em relação à igreja, que esteve smp presente na minha vida até aos 26/27 anos.
Deixei de acreditar e seguir mtas das coisas que lá aprendi, acredito em algo superior a nós e tenho mta fé nos meus "santinhos" mas não passa daí.
Uma boa Páscoa e faça dela o que lhe apetecer (risos), bjnhs.

Manuel Damas disse...

Obrigado Cristina, até porque sei que é sentido!
Votos de uma fantástica Páscoa para si também.
Beijitos

Manuel Damas disse...

Oh Francisco...
Mas vocês estão parvos todos ou decidiram que eu vou morrer e, como tal, toca de fazer o elogio em vivo!
Credo!!!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
Uma óptima Páscoa para vocês os 3, também!

Manuel Damas disse...

Uma boa Páscoa para si também, miudaaa...

Manuel Damas disse...

CC...já lá fui a correr, corrigir a injustiça!
Beijitos grandes e uma fabulosa Páscoa, aí nessa terra linda...

Manuel Damas disse...

Um beijinho grande, Xanda e...vou tentar ser feliz!

bisturi disse...

Boa tarde ,amigo Dantas.
Confesso que fiquei deveras espantado que a nossa troca de comentários que eu apelidei, com sinceridade e verdade de " amigável" virasse post e o tivesse zangado a este ponto.
1º Para repor a verdade eu não me "insurgi" contra o seu "espírito anti-clerical", apenas afirmei: "Amigo, a saga anti-clerical hoje está-lhe na ponta dos dedos!!!", isto a propósito de dois posts seguidos versando globalmente a mesma temática e o mesmo alvo : a Igreja católica.
2º Ao comentar tal situação pretendia abrir a discussão´, com a maior frontalidade possível e permitida, nestas andanças...

Passando à frente estes pequenos considerandos, tenho a dizer que por muito que nos custe a todos( e aqui também me inclui), a Igreja é imtemporal embora atenta ao seu tempo ( o tempo dos Homens).
Mais importante que tudo isso, é que ela, como Instituição, NÃO É DE MODAS!!!
Concordo que nos dava imenso jeito ( e quiçã resolveria os nossos "problemazinhos"),que ela fosse de modas : alguns gostariam de ver o Papa vestido de Armani ( ou Benetton) e sapatos Prada ( talvez de contrafacção?), outros descalço ecom sapatilhas All Stars e andrajoso; uns que ele se deslocasse nas suas visitas a pé, outros num modelo mais luxuoso de avião e outros ainda de classe económica; uns que o Papa se mostrasse fervoroso adepto das " novas práticas sexuais" tão estimulantes para a vida intima dos casais..fossem elas hoje umas e amanhã as mais preversas que se possa imaginar; que o mesmo utilizasse as novas tecnologias, porque não um blog aberto ás tendências mais "in" e de preferência mais aviltantes e promíscuas; que o mesmo proclamasse alto e bom som que a Família tinha acabado e que era uma coisa do passado, inútil à humanidade; que ele afirmasse, para nosso gáudio, que tudo era licito fazer em termos científicos, até pôr em causa os fundamentos da espécie humana;que ele, com um sorriso nos lábios e condescendentemente, nos dissesse que no mundo tudo era relativo, de importância duvidosa e, portanto, descartável...
Que felizes seriamos todos!!!
Contudo a Igreja avança por " aggiornamiento", que pode chocar por "retrógrado" e "ultrapassado", mas, se calhar por tudo isto, está aí a sua força e intemporalidade, PORQUE EXIGENTE E DIFÍCILIMO DE SEGUIR!!!
Por isso, muitos de nós e aqui mais uma vez me inclui temos dificuldade em seguir aquilo que realmente são as exigências de vida dos ensinamentos doutrinais.
Por muito que nos custe a aceitar, a Igreja como Instituição NÃO PRATICA O "SWING" DAS IDEIAS, NEM CONVICÇÕES OU VALORES QUE NOS QUEREM IMPINGIR ALGUNS "OPINION MAKERS" DA NOSSA PRAÇA , BEM POSICIONADOS NA SUA AUTORIDADE EFÉMERA...

Um abraço

Olá!! disse...

Bisturi, olha que só caía bem ao clero vestir-se de forma menos ofuscante, deixar alguns luxos de lado (já que são pecado) e talvez começar a lavagem pela parte interna…
Convenhamos que nos últimos anos tem vindo à tona muitos “acidentes” em nada abonatórios de conduta religiosa, muito menos quando praticados por clérigos.
Exigir do crente mais do que é devido não é humano. Se errar é humano, porque é castrado a um divorciado algumas praticas católicas, como casar de novo pela igreja ou ser padrinho ???
A igreja deve usar de bondade e ser solidária para cativar os que, como eu, começam a tropeçar nas teias de tanta reprovação…
Se Deus existe e perdoa, não me venham com falsos moralismo e novos pecados mortais…
A Igreja está decadente sim… e isso ninguém pode negar. A Igreja manipula e, desculpem a expressão, é machista… (e eu nem sou feminista) …
Há dias vi na TV uma reportagem sobre uma aldeia, onde a missa dominical era “dirigida” por uma senhora, que nem freira é… será pecado??? Onde param os padres???
Há uns anos atrás, na época Pascal, o compasso ia de casa em casa, sempre acompanhado por um padre… Onde se vê isso hoje em dia???
Decadente sim… lamentavelmente e a pique…
Fiquem em Paz
PS. No dia em que eu vir o Professor zangado, é porque caiu o carmo e a trindade :))))

bisturi disse...

A PROPÓSITO DE ALGUMAS RETICÊNCIAS... QUE NÃO FIQUEM DÙVIDAS !
Caro amigo Dantas, permita-me tratá-lo assim..
O Bisturi é mesmo ser andante e vivente , não fictício, BEM REAL E EMPENHADISSIMO EM TUDO O QUE SE METE!
Não vou abrir aqui o livro da minha vida, não tem interesse nenhum. Embora num post no meu blog está bem explicito o meu nome real e profissional registado na secção norte, da Ordem dos Médicos.
" Não tenho o prazer de o conhecer..." , com reticências!?
Mas, desde já lhe digo que me formei na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto- HSJoão.
Curso de 1978-1984 ! Um pouquinho mais velho que voçê.
Actualmente, sou chefe de Serviço de Cirurgia de um centro hospitalar do Minho, especialista de Cirurgia Geral, responsável por um grupo de Senologia e vocacionado para a cirurgia digestiva, nomeadamente cirurgia laparoscópica avançada. Colaborador e tutor da Escola de ciências da Saúde da Universidade do Minho, colaboro com a Universidade em cursos de cirurgia laparoscópica , o próximo vai ser em Abril.
Chega?
Um abraço de amizade e sem constrangimentos ou reticências.
PS. Hoje estou de urgência e com alguém que diz que o conhece relativamente bem.

Boa Páscoa

bisturi disse...

Amiga Olá.
Mulheres a presidir a cerimónias litúrgicas, não me repugna nadinha! Nem à igreja porque as mulheres também são parte importante dela, que não fiquem dúvidas e sem cotas, que isso sim é que é repugnante e deve ser denunciado como aviltante para as mulheres que assim são tratadas com menoridade e espécie rara á procura de ser preservada!
Riquezas...mas é tão criticável esbanjar o que se tem como nada fazer pelos que nada têm, desculpe isso não pode ser imputado como defeito da Igreja...e atenção sózinha não vai resolver todos os males do mundo, não sejemos ingénuos nem tendenciosos!
Mas o que tem de criticável no facto da igreja chamar a atenção para os "pecados" contra a Humanidade que é disso que se trata.Sejamos autênticos ,vai-se preso por ter cão e por não ter...
Para terminar , não há dúvida que há crise de vocações sacerdotais que não é de hoje, mas repare hoje os jornais espanhóis espantavam-se que a participação dos cidadãos em manifestações religiosas era cada vez maior e num estado que se apresenta cada vez mais laico...dá que pensar, não dará?
Páscoa feliz,

PS : Eu adoro ver doutores e professores zangados!!!
Não tem nada a haver com o episódio lamentável da escola do Porto, qual bulling qual quê? É mesmo indisciplina, energúmenos,má-educação,INSOLÊNCIA E FALTA DE CHÁ !!!

Manuel Damas disse...

Oh meu caro "bisturi"...mas onde isto já vai!!!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
Oh homem...
Mas eu não estou nada zangado.
Bem pelo contrário!
è bom que haja troca de ideias mais animada até porque isso dá vida ao blog, que se pretende, sempre e acima de tudo, tertuliano.
Aqui estima-se e estimula-se a troca de ideias e, preferencialmente, nos antípodas porque assi, gera mais controvérsia e, automaticamente, mais bate-boca(neste caso bate-dedo ou bate-tecla)!
:)))))))))))))))))))))))))))))))))))
Creia-me e peço-lhe que me acredite, ainda que cirurgião e como tal de raça difícil, :)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
que toda esta balbúrdia partiu de uma troca de interpretações erradas.
Eu não estou nada aborrecido, bem pelo contrário.
O que não quer dizer que concorde ou tenha de concordar consigo!
:P
Bem pelo contrário, caro colega!
Essa visão da Igreja, sem pés na terra, ideal e idealizada, acima de tudo e de todos mas, pricnipalemnte, acima de qualquer suspeita...em mim não colhe!
Obviamente que também não defendo uma Igreja de modas, mas sim uma igreja que se actualize para conseguir acompanhar, perceber e dialogar com só cidadãos e perceber os seus dramas como afectos a modernidade.
E tenho para mim que você como clínico também o compreenderá. O que seria da nossa prática se ainda estivessemos presos aos dogmas, e à fé médica do ano 1000?
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
Compreendo que você esteja condicionado por uma visão desfasada da realidade uma vez que está ai desterrado nas estepes bragantinas!
:)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
(esta sim foi uma provocação, mas bem intencionada e brincalhona)...
Oh bisturi...
O Mundo até já tem a SIDA...
E a Medicina também!
É pena que a Igreja ainda não tenha acordado para essa realidade...
"Bisturi"...espero que tenha percebido que esta polémica tinha pes de barro, porque eu não estava zangado...o que não quer dizer que concorde consigo relativamente à sua ideia de Igreja!
:)))))))))))))))))))))))))))
Uma boa Páscoa!

Manuel Damas disse...

Bem...ainda bem que alguém me conhece bem!
:)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
Obrigado, "Olazinha"...na realidade é cada vez mais difícil ver-me chateado até porque com tudo o que já passei na minha vida habituei-me a que, na maior parte das vezes o motivo da zanga nem sequer o merece.
E, de qualquer modo, eu não estava nem estou zangado com o "bisturi" o que não quer dizer que concorde com o que ele defende!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

Oh Bisturi...Dantas odeio, homem!!!!!!
Damas, por favor!!!
Ou seja lá pela sua Igreja que não é a minha!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

bisturi disse...

Amigo Damas...não gosta do dantas por causa do Manifesto anti-dantas?
Atenção eu não estou desterrado nas esteves bragantinas ( grande farpa esta que me podia ferir de morte!!!).
Eu disse hospital do Minho e que eu saiba Bragança é Trás-os-Montes e Póvoa de Varzim (que é onde vivo e moro) é Douro Litoral e Guimarães onde trabalho é Minho, a nossa peleja está a deixá-lo geograficamente desorientado ou aquilo de Bragança foi uma alfinetada de atraso cultural transmontano? Penso que foi só uma piada porque estas divisões já eram...
Discordâncias geográficas sanadas, continuarei a discordar até que alguém me faça parar...ehehehe
Tudo de bom .
PS : Cirurgião não é raça difícil, preconceito de clinico geral, sómente. tememos sempre quem nos pode meter a faca um dia qualquer e sem alternativa, não é?

Manuel Damas disse...

Oh meu caro "bisturi"...do "meu descontentamento"...
:))))))))))))))))))))))
Yep...esse Manifesto que tanto me perseguiu nas lides estudantis!
Vade retro!
:)))))))))))))))))
A de Bragaça obviamente que foi uma farpa...ou, pelo menos, tentou sê-lo!
:)))))))))))))))))))))
Hei!!!!!
Hei!!!!!
Hei!!!!
Alto e para o baile!!!
Eu não sou Clínico Geral!!!!!!
Dahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
:P