domingo, 16 de março de 2008

SOCRETINICES, UMA VEZ MAIS...


Porque estive invulgarmente ocupado esta semana tive que adiar o comentário a alguns acontecimentos nefastos na Socretinlândia.
Agora que em termos de ocupação tudo parece querer regressar à normalidade, urge comentá-los.
Assim, começo, pela questão que envolveu o Ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva e a sua recente deslocação a Chaves para uma reunião com militantes, vulgo campanha de esclarecimento para tranquilização das bases...
À entrada para a referida reunião sobre os três anos de Governo socialista, Santos Silva foi confrontado com uma manifestação, contestando o encerramento da Maternidade de Chaves.
Prontamente Santos Silva, no seu melhor, na linha de uma verdadeira "Diktat", acusou os manifestantes de estarem a levar a cabo uma intimidação anti-democrática e atribuiu o combate pela liberdade apenas a "históricos" do PS.
O ministro acusou os manifestantes de "nem sequer saberem distinguir entre Salazar e os democratas" por nem sequer terem "lutado contra o fascismo".
"A liberdade é algo que o País deve a Mário Soares, a Salgado Zenha, a Manuel Alegre... Não deve a Álvaro Cunhal nem a Mário Nogueira”, afirmou Santos Silva.
"O clima político que algumas pessoas estão a tentar desenvolver em Portugal é um clima de intimidação, é um clima próprio da natureza anti-democrática dessas forças”.
Nunca apreciei Álvaro Cunhal, assumo-o, porque sempre o achei tendencioso e com o único intuito de conseguir direccionar Portugal no sentido da política marxista-leninista. Todavia, sempre lhe reconheci responsabilidade no trajecto político de Portugal, e uma intervenção atenta, ainda que direccionada, logicamente, em todo o processo da Revolução dos Cravos.
O mesmo reconheço a outros democratas de Abril.
Tentar branquear a história, faz-me recordar a URSS e o branqueamento histórico feito, ao longo dos anos, a todos os políticos de fora do regime.
E a gravidade é que sei que Santos Silva o defende no seu âmago, exibindo tiques de um verdadeiro ditador de pacotilha, ainda que ao serviço da Esquerda.

Sobre a Marcha da Indignação e respectivo sucesso, em termos de participação, fico revoltado com a tentativa de regresso à ribalta de figuras que pensava que o tempo já tinha posto definitivamente na prateleira.
Refiro-me a Emídio Rangel, o eterno pseudo profeta das "ondas televisivas" e às declarações que prestou ao "Correio da Manhã".
“Faz-me lembrar os hooligans quando há uma disputa futebolística em causa. Chegaram pela manhã em autocarros vindos de todo o País, alugados pelo Partido Comunista. Vestem de preto e gritam desalmadamente.
Confesso que tenho vergonha destes pseudoprofessores que trabalham pouco, ensinam menos, não aceitam avaliações e transformaram-se em soldados do Partido Comunista, para todo o serviço.”
Rangel no seu melhor, inclusivé em termos gramaticais, ainda que totalmente desfasado da realidade, quiça por causa do processo de distanciamento do real a que foi obrigado pelo lutas de poder nos "media".
Sempre que vejo ou leio Rangel lembro-me do escândalo que o envolveu e à também desaparecida Pipinha Garnel e ao editor do jornal "Semanário"!
Mas quem ressuscitou Rangel?
Com que intuito?
Ou foi uma tentativa de renascimento agora que se fala no 5º canal generalista?
Mas alguém diz ao homem que o tempo dele passou?
!00.000 professoras na rua...são resultado de "aggiornamento" do PCP?
Oh Rangel, mas você ainda sabe o que diz homem?
Que sabe você da realidade do meio do ensino em Portugal?
Ok...
Eu compreendo...
Anda destroçado...
Pois...são os Afectos!

E agora, por último ainda que não em último...
As duas mais recentes vocações do governo da Socretinlândia...
As duas grandes e mais recentes vocações nacionais!
O País acordou, finalmente.
Apercebeu-se que as duas grandes preocupações portuguesas são os cães e os "piercings"...
Senão vejamos...

O Governo pretende proibir a importação, reprodução e criação de sete raças de cães consideradas perigosas e de todos os animais que resultem do seu cruzamento com exemplares de outras raças.
E fez disso desígnio nacional.
O Ministério da Agricultura anunciou que foi solicitado um estudo sobre as raças, consideradas de risco, nomeadamente "Pit Bull, Rottweiler, cão de fila brasileiro, dogue argentino, Staffordshire Terrier americano, Staffordshire Bull Terrier e Toza Inu", tendo sido emitido um despacho que obriga os donos a procederem à sua esterilização, no prazo de dois meses, pelo que passa a ser proibida a reprodução destas raças.
Compreendo o dito princípio.
Até porque não têm sido tão raros os casos de crianças e adultos atacados por este tipo de animais, em Portugal.
Não me parece, contudo, que com o estado da Socretinlândia, deva ser este um dos mais recentes desígnios nacionais.
Todavia, vindo do Ministério da Agricultura, prefiro este tipo de iniciativas do que o recente conflito com o lider do PP, Paulo Portas, que adquiriu contornos de peixeirada...

E com honras de encerramento...
Foi apresentado pelo Partido Socialista, no Parlamento, um projecto de decreto-lei, que proibe a colocação de "piercings" na língua e na boca, bem como "na proximidade de vasos sanguíneos, de nervos e de músculos", o que inclui, obviamente, os orgãos genitais.
Aliás, tendo em conta que o corpo humano é uma totalidade de vasos sanguíneos, nervos e músculos e que não conheço nenhum segmento de tecido humano que não tenha que ser enervado e irrigado, se o projecto de decreto-lei for aprovado nestes termos, proíbe a total colocação de "piercings"...
A multa, para quem transgredir, irá dos 2.490 aos 44.890 euros.
Devo dizer que não sou adepto de "piercings".
Não lhes acho piada absolutamente nenhuma, nem sequer lhes consigo visualizar a sensualidade, erotismo ou beleza.

Todavia, reconheço o direito de liberdade e, principalmente, de escolha, em proveito próprio.
Pergunto-me se esta não poderá configurar uma grave violação dos Direitos, Liberdades e Garantias dos Cidadãos.
Mas como o povo tudo acata...
Até quando?

8 comentários:

Mize disse...

E os brincos???? pode sr. socretino sócrates?

bj professor.
Estou que nem posso completamente alérgia a estes sousas de pressãoi que de repente e sem saberem ler nem escrever chegam ao poder e decidem a bel prazer os destinos de um País com 800 anos de história.

Bolas.

Manuel Damas disse...

Calma que isto um qualquer dia terá que ter um fim, zeuzinha...

Coragem disse...

Esta lei dos piercings será retroactiva? se for estou tramada.
Ah sim o meu é no nariz...
Isto já se transformou num País das leis ridiculas e retrogadas mas, o pior é que se cumpre e cala-se. Enfim

Manuel Damas disse...

Até um dia, que já esteve mais longe, espero, "coragem"!

Sandra T disse...

Quer-me parecer que algum ministro ou deputado da maioria tem uma filha ou 1 filho revoltado e claro, corta-se o mal pela raiz!
Qualquer dia não há país, só leis...

Manuel Damas disse...

Achei perfeitamente ridículo, sandra!

Sandra T disse...

é perfeitamente ridículo, mas não duvida que se legisla muitas vezes em função de situações ou interesses particulares, pois não? É claro que o sector tem que ser regulado e bem, mas proibir?

Manuel Damas disse...

Conheço alguns casos específicos em que a legislação foi elaborada especificamente para pessoas...