segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

LEI DO TABACO, DE NOVO...(LISBOA)


Porque considero esta lei do tabaco um atentado.
Porque considero o sistema vigente perfeitamente persecutório.
Porque detesto bufos e pequeninos legisladores...e os barbuditos com ar de esgazeados ainda me irritam bem mais.
Porque este País se está a transformar numa Ópera Bufa de quinta qualidade, aqui fica a lista dos restaurantes e alguns locais de diversão nocturna em LISBOA, onde se pode fumar, na sua versão mais actualizada!

24 comentários:

Waldorf disse...

E o resto do país?
É paisagem?!

Manuel Damas disse...

Depende do sítio que queiras, docas, meu anjo..

Statler disse...

Piorou!!!!

Manuel Damas disse...

Eu ou o sítio?
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Statler disse...

A paisagem!!!

Blue Velvet disse...

Querido Professor,
estou-lhe tãaaaaaaaaao agradecida.
Muito obrigada.
O senhor é um querido.( com todo o respeito, claro).
Beijinhos

Olá!! disse...

Obrigada pelas dicas, bom dia e um beijo

Manuel Damas disse...

Ainda bem, sta...

Manuel Damas disse...

Essa dos respeitos, "blue"...Eu não estou assim tão bafiento, nem sou sagrado!!!!
:D

Manuel Damas disse...

Obrigado pelos votos, "olázinha" que retribuo...

Waldorf disse...

Berlengas?
Gostava de saber se se pode fumar nas Berlengas uma vez que é Reserva Natural!!!

Waldorf disse...

Interrupção para um pequeno momento de cultura:
doca do Ing. dock < Hol. doke, bacia s. f., parte de um porto, rodeada de cais, onde se abrigam os navios e onde tomam ou deixam carga; estaleiro; dique.

Isto diz-lhe alguma coisa, professor?

Manuel Damas disse...

Meu caro docas...
Não falando de dimensões de ancoradouro, porque acho isso demasiada intimidade, pergunto eu quantos foram que já atracaram na tua doca?
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Waldorf disse...

A minha doca está fechada para obras e a documentação ardeu num encontro tremendamente escaldante que tive em tempos idos com a Idalina!

Waldorf disse...

Waldorf, o meu nome é Waldorf!!!

W A L D O R F!!!!!

Waldorf disse...

W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F W A L D O R F

bahhhhhhh

Blue Velvet disse...

Passe pelo meu blog, se me faz o obséquio.
Tem lá uma coisa para si.
Beijinhos


Ps:espero nunca precisar de uma ambulância assim. Mais vale apanhar o avião e ir ter consigo.:)

Statler disse...

E mais não digas velho.
Para bom entendedor, quatro letras bastam.

Oh velho, começo-me a sentir-me saudadoso de sitios, pessoas, onde se dizia o que nos ía na alma e onde não havia necessidade de recorrermos a grandes subtrafugios para dizer o que quer que fosse.

Ando saudosista!!!!

Começo-me a sentir os pensmentos limitados/presos. E eu não gosto de me sentir assim, nem no Céu, nem no Inferno!!!

Preciso "RESPIRAR"!!!!

Camilo disse...

NUNCA, NUNCA...
UMA DITADURA PROIBIU TANTO!!!

Camilo disse...

É uma tanga alguém pensar que este desGoverno está preocupado com a nossa saúde.
Grande mentira!!!
SE ESTE desGOVERNO ESTIVESSE PREOCUPADO COM A NOSSA SAÚDE...
NÃO FECHAVA:
-MATERNIDADES,
-SAP'S,
-URGÊNCIAS...!

(Só um parvo se deixa enganar!)

Manuel Damas disse...

Meu caro docas...não sei porque o gritas aos quatro ventos...eu sei que o nome é Waldorf e "petit nom " docas!!!!
:P

Manuel Damas disse...

Já lá vou, "bluesinha"...
"bluesinha" fica giro...
Também ficava giro saiinha ou sapatinhos!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

Statler...neste espaço sempre pudeste e puderás dizer o que bem quiseres!

Manuel Damas disse...

Há a intenção fundamentalista de apertar ao máximo, sem olhar a quê nem a quem!
Seja bem vindo, Camilo e volte sempre.
Um abraço.