sábado, 12 de janeiro de 2008

"SEXUALIDADES, AFECTOS E MÁSCARAS"-16ª emissão, comentada


Há uma dúvida que tenho...
Eu não sei se quem nos vê se consegue aperceber do enorme prazer que sentimos em fazer o "Sexualidades, Afectos e Máscaras"...
Dito de outra forma...
Não sei se conseguimos transmitir, muito para além do formato protector do monitor, que é com enorme prazer que fazemos o programa e, acima de tudo, da forma como o fazemos!
É que, nunca podemos esquecer que se trata de um programa que se pretende pedagógico.
Onde se exige que sejam divulgadas determinadas mensagens o que implica apresentar os factos de forma científica mas, ao mesmo tempo, de modo vulgar, para que seja perceptível ao comum dos mortais.
Mas, mesmo assim, gratifica muito, até porque o fazemos de forma interessante e motivante, por um lado, mas também atraente e, podemos assumi-lo, quase sedutora.
E aqui reside, penso eu, um dos segredos do sucesso do "Sexualidades, Afectos e Máscaras".
E é justo dizê-lo, este acto de sedução não é estudado, pensado, consciente, colado, intencional...
Flui com naturalidade.
Mas também a forma como interagimos e funcionamos em termos de trabalho é, sem pretensas vaidades ocas, uma mais-valia.
Muito para além das picardias que nos atrevemos a fazer, algumas das quais, se relatadas com distanciamento, as normas televisivas mais vulgares recomendariam que nunca fossem executadas, na realidade, temo-nos permitido levar ao écran momentos únicos de enorme cumplicidade, grande sentido de humor mas, acima de tudo, um sempre presente sentido da responsabilidade.
Cada vez mais penso e sinto e é com enorme satisfação, vaidade e orgulho que o digo, que temos em mãos um momento de televisão com enorme qualidade.
Reconheço que é da nossa responsabilidade.
Mas nada seríamos sem a fantástica equipa que, por trás das câmaras e nos auriculares, agarrados aos mais diversos tipos de botões, presos nos mais tentaculares tipos de cabos, permitem que o programa vá para o ar. São também eles que nos dão os parabéns quando a emissão acaba, sempre recordando um ou outro momento mais hilariante. São estes rostos anónimos que constroiem e constituem, já a família SAM.
Mas também nada seríamos sem o público extraordinariamente carinhoso que nos vem acompanhando ao longo de, praticamente, quatro meses.
É este público que sentimos presente porque se manifesta das mais diversas formas, através do telefonemas que faz, das mensagens que envia, dos "e-mails" que recebemos, dos "post" que aqui são deixados, mas também dos sorrisos quase cúmplices que connosco são trocados da forma mais estranha e ocasional, criando, por vezes, momentos verdadeiramente hilariantes mas que são, acima de tudo , actos de Afectos.
Ainda há poucos dias, ia eu entretido do alto do meu 1.70m de altura, junto à Casa da Música, muito atarefado e revoltado, com os meus recentes quilos de acréscimo de peso, fruto das experiências natalícias, quando, cruzando-me com alguém perfeitamente anónimo, me é atirado...
"Parecia mais alto..."
Foi um baque que me fez descer do limbo.
"Como?", perguntei eu, ainda não totalmente refeito, entre o solícito e o incrédulo...
"Parecia mais alto!", repetiu a senhora, quase revoltada...
"Tirem-me deste filme", pensava eu, em tímida discussão com os botões da minha camisa...
E nada mais acrescentei, durante segundos, tentando perceber que cena era aquela e a que repertório pertenceria...
Porque devo ter ficado com uma cara estranha a senhora acrescentou, agora já sorridente e quiça com algum desdém por afinal eu não ser alto como ela temia...
"Eu e o meu marido vemos sempre o seu programa de televisão e pensava que era mais alto", explicou ela, tentando ser simpática, até porque eu, afinal, era baixo e me tinha reduzido, em penadas, à minha insignificância...
"Agora sim...", percebi, aliviado.
Felizmente alguém criou o dito sorriso amarelo, útil na grande maioria das situações complicadas.
E, obviamente que, uma vez mais, me socorri dele.
Sorri amareladamente, como que justificando-me e desculpabilizando-me...
"Mas que culpa tenho eu disso?" pensei e, discretamente, afastei-me, com um discreto sinalizar de cabeça, controlando-me para não fugir da cena aos saltos.
Mais à frente desatei à gargalhada!
Tinha sido reconhecido na rua...ainda que de forma não muito dignificante, concordo, mas tinha acontecido!
Estava a acontecer o que significava...Dever cumprido!
Mas, não pode ser esquecido que à medida que o sucesso aumenta, exponencialmente aumenta, também a responsabilidade, assim como o índice de exigência!
Mas cá estaremos, todos, para aguentar o desafio!

36 comentários:

vsuzano disse...

quando o vir na rua... vou dizer...caramba ó "kida magnum" olha ali o senhor dr. lá da tv...aquele das negociações que andamos a tentar encetar...puxa... na tv parecia bem mais baixo...

Brinco, mais um bom programa,bom fim de semana

macaw disse...

hehehehe

como o bruno disse ali "atras", era bom que pudessemos assistir ao programa online (alias como ja lhe tinha perguntado antes!). uma vez que nao e possivel, seria bom que ao menos o homem de afectos assumido :D e quem assiste ao dito programa postassem sobre as questoes abordadas, porque acho que seria uma forma de prolongar aqui o sexualidades e tambem de nos leitores deste blog dar a nossa opiniao e "participar" no programa! fica a sugestao... pode ser que aqui se consiga acrescentar algo que ficou por dizer no programa :)

Waldorf disse...

Se quer saber sotôr, prendeu-me à porra do ecrã, empatia d'um raio que quase me queimou a vista não fosse os óculos de sol, só com uma perna, de que tive que me socorrer para não saír de perto de si!

Statler disse...

Velho, tu ainda deste à lingua nos entremeios do programa, enquanto eu, de olhos postos na caixa mágica e de telemóvel na mão, feito parvo, à espera que vibrasse e nada!!!
Eu que até estagiei para apurar a voz.
É triste...

Sunshine disse...

Vi e gostei como sempre!
Estava à espera de ouvir a vós de pelo menos um dos marretas. O professor bem que vos provocou... mas nada.;)
Professor tenha cuidado, daqui a dias, são os beijos e os abraços:))
Aquilo é que vão ser afectos!
Beijinhos

Waldorf disse...

EU FALEI!!!!
Será que ninguém me leva a sério?!
Menina Sunshine... EU FALEI com o Sotôr...

Waldorf disse...

Velho, FACTOR C, já ouviste falar?
Abre portas, janelas, e portões pesados!
Tás a ver Óh velho?!

Statler disse...

Velho, és um convencido, mas digo-te que a força não é tudo!!!

O factor M tem mais encanto e move montanhas, topas...?

Statler disse...

Ahh... é verdade, sou testemunha que o Waldorf falou no SAM!!

Eu, mais uma vez fiquei com a máquina na mão à espera de um sinal dos "Deuses".

FM disse...

Bem, o Professor viciou os Marretas e agora não há espaço nos comentários que chegue... (risos)
Bom Domingo.

Waldorf disse...

Falta de espaço FM Stero?

Statler disse...

Stero.

Oh Velho, fui pesquisar e cheguei à conclusão que mesmo com essa proveta idade ainda te dá para inovar!

Sendo assim, tou contigo.

FM Stero, se te sentes apertado compra Red Bull!

Manuel Damas disse...

:)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
Obrigado, vsu e um bom fim de semana!
:)))))))))))))))))))))))))))

navegadora disse...

Aqui pela capital também se espera que o programa seja disponibilizado noutras formas..espero que para breve, pois a curiosidade é grande e o apetite vai sendo maior a cada resumo que faz...Um abraço e que tudo continue a correr pelo melhor:)

Manuel Damas disse...

Acho uma belíssima ideia, Mac...
Peço-lhe, apenas, que me deixe reflectir sobre o assunto.
De qualquer modo ficam sempre cá as sensações do antes e do depois(antes e após visionar a gravação).
Mas parece-me uma belissima sugestão!
Um beijinho e muito obrigado!

Manuel Damas disse...

Isso é o seu olhar amigo, meu caro Wal...

Statler disse...

(Só para te dizer que tou de olho em ti!!!)

Manuel Damas disse...

Meu caro sta...nem o facto C, nem o factor M...apenas coincidência!
Para a semana fala um, ou o outro, ou até os dois!
:))))))))))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

Minha querida CC...lamento corrigi-la mas o wal falou e penso que sei quem é...mas vou estudar a gravação de "fio a pavio"
:)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

Meu caro francisco...aqui há espaço para todos!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
Pelo menos no meu blog não há uma tentativa estranha de o encher apenas com opiniões femininas!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

Statler disse...

Xiiiiiiiii.........

Manuel Damas disse...

Minha querida navegadora...Nós temos recebido chamadas de Lisboa, o que significa que também aí chega! Ainda ontem entrou mais uma!
:)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))
De qualquer modo andamos a tentar estudar uma outra hipótese para resolver essa e outras questões!
Um beijinho e bom fim de semana!

Waldorf disse...

Doutor Damas, estou consigo, haja alguém que acredite em mim!
Aleluia!!!

Waldorf disse...

Doctor Damas, Catch me if you can!

Waldorf disse...

Ora, ora, ora, vai ver a gravação de fio a pavio... será que vai ser assim tão fácil deslindar quem sou eu?!
Cá para mim o Doutor já sabe, e está a fazer-se esquisisto :)mas deixe lá isso, o que interessa é que acredita aqui no velho!

Manuel Damas disse...

Talvez sim...talvez não!
A angústia do desconhecido!
:))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

vsuzano disse...

No meu blog tem lá um post recente dedicado ao programa Sexo, Mimos e Caretas...

Manuel Damas disse...

Já lá vou, vsu...

vsuzano disse...

Claro que sei sue o SAM é muito mais que isso...
foi apenas uml igeiro aparte sobre os "gemidos", para rir, e sorrir, e um pequeno floreado só para as pessoas se lembrarem de falarem sobre sexualidades e afectos, sem máscaras...

abraço
Ps: já agora tenho os rappers como poetas de uma modernidade impressionante, tanto pela música copmo pelas letras que as acompanham...

Olá!! disse...

Ontem andei um pouco ocupada e não vim aqui, já me puni pelo facto...
Espero que tenham recebido o sms que enviei (fora de horas)....
Com que então "não há homens impotentes,mas mulheres incompetentes...."
Aiiiii se eu "descubro" quem disse isso hahaha aquele Tiago ficou-me na memória...
Sorri do principio ao fim, estavam particularmente bem dispostos e com aquela pitadinha de picardia amigável que nos faz sentir "em casa"...
De facto, Professor, ou o tempo passa a voar (sinal que se está bem) ou cortaram 1 ou 2 minutos de "faladura"....
Beijos

Manuel Damas disse...

Vsu...Essa é alguma sugestão?
:))))))))))))))))))))))))))
´e que eu de rap sei muito pouca coisa...mas estou sempre disponível para aprender...

Manuel Damas disse...

Uops...
Olá, "olázinha"....
Como está um dos anjos mais lindos da blogosfera?
:))))))))))
Não estou com os copos, Juro!
Apenas acho que sei quem disse aquela frase numa acção e formação sobre Educação Sexual, a jeito de brincadeira...
Mas vou investigar!!!!!!!Já que estamos em fase de revelações, penso que sei quem é o Tiago, mas também ainda estou em fase e averiguações!
:))))))))))))))))))))

Manuel Damas disse...

Eu também acho que "comeram" 3-4 minutos...

Manuel Damas disse...

Eu acho que o Wal é o T.

Waldorf disse...

Sôtor, eu tenho a certeza que não!

Manuel Damas disse...

Pois...acredito.